Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Quem matou Antônio?



- Salvo pelo gongo - ironizou Camila - mas da próxima vez você não me escapa.
Ela lhe deu um beijo na boca e deixou o escritório com um olhar tanto sedutor quanto infantil.
O advogado Ricardo respirou fundo, tentou se concentrar. Atenteu o telefone.
- Alô? - perguntou.
- Alô! Ricardo, é você? - disse a voz do outro lado.
- Raquel?!
- Por favor, não desliga. É muito importante.
- Como você tem coragem de ligar pra mim depois do que você fez?
- Agora não é hora de discutir.
O advogado percebeu o nervosismo da irmã, que por sinal ele odiava. E era exatamente esse ódio que o fazia querer descobrir qual desgraça ocorrera com ela.
- Me diz, por que você tá chorando? E quem te deu meu número? - perguntou Ricardo.
- Foi um tal de Jorge Alencar. Ele disse que é advogado do...
- Eu sei. Por acaso "ele" tem alguma coisa a ver com isso?
Raquel começou a soluçar.
- Ele... Morreu.


CONTINUE LENDO EM http://quemmatouantonio.blogspot.com/ E DESVENDE ESTE MISTÉRIO.

4 comentários:

  1. Isso me lembrou muito os contas de Agatha Christie... Pyrot e etc,,,

    ResponderExcluir
  2. Cara, gostei do texto. O diálogo entre os personagens foi bem feito.
    .
    O final foi meio surpreendente, pois eu não espera que tivesse um desfecho dessa forma.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Querido amigo avassalador... Tragedia mesmo é o advogado perder um cliente que parecer ser o mais importante... Quem matou?

    ResponderExcluir