Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Ao mundo dos Sonhos - interlúdio V

O Fim?

Juliano alcançou a tempo os portões do castelo da torre do relógio
o Exército das Trevas tentou mas jamais superaria a determinação de um homem apaixonado
Os grandes portões de ferro se abriram e ele viu, ao lado de um grande leão branco, um homem
Não se conheciam, mas sabiam que estavam lá pelo mesmo motivo, e sem trocar sequer uma palavra
subiram os degraus da torre.

Carolina conheceu uma senhora que sabia onde Sydra morava e poderia levá-la até lá
Seguiram até o local do senhor dos mares que as conduziu à ilha da bruxa
Chegando lá, perceberam que não havia nada além de uma casa vazia e postes de luz
Em cada poste uma foto e os escritos "Procurado/a"; Carolina conhecia todas as pessoas das fotos
Eram seus amigos

Renato pela última vez em sua vida acordou na ilha da bruxa, comeu a mesma coisa em anos
E então foi avisado por ela que deveriam partir para a torre do relógio
Sydra parecia aflita nos últimos meses e muitas vezes ele a pegava resmungando sobre 'dez de alguma coisa'
Ela foi até a beira da praia, fez um gesto sombrio e um grande cobra-d'água apareceu, eles embarcaram

Alice esperou por seu pai, até que a escola foi invadida por estranhos homens de capas brancas
Queriam pega-la. Seus amigos tentaram protege-la mas todos sucumbiram.
Foi sequestrada e levada durante um longo tempo por caminhos que nunca viu
Sempre se perguntando se veria seu pai de novo

Suzana descobriu que de todas as pessoas, ela era a única que não sofria influência do Exército das sombras
Por isso as pessoas da cidade a olhavam atônitas e, mais do que isso, ela era uma heroína para eles
Então imploraram para que ela fosse até a torre do relógio, mas o que a convenceu foi que Juliano poderia estar lá